Humildes Notícias - O site de notícias de Humildes - Bahia

HOME         POLÍTICA          ESPORTE         POLÍCIA         TRÂNSITO         RELIGIÃO         CULTURA E LAZER         EDUCAÇÃO         EMPREGO


30/03
às 02:06

Policiais Civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (DECARGA) recuperaram uma carreta carregada de farinha de trigo que estava em um galpão na cidade de Salvador, na entrada de Castelo Branco. A localização dos produtos aconteceu na tarde desta terça-feira (28). A carga havia sido roubada pela manhã do mesmo dia em Porto Seco, no bairro Pirajá.

Segundo o delegado titular da DECARGA, Matheus Souza, a carga foi avaliada em R$ 100 mil. Ele informou que dois homens abordaram o motorista e subtraíram a carga. Os produtos seriam entregues em Fortaleza. O delegado disse que os acusados não estavam no local onde a carga foi encontrada e ainda não foram identificados.

 
Por De olho na Cidade

 

30/03
às 02:04

O deputado estadual Targino Machado (PPS) usou a sessão da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), na última terça-feira (28) para reforçar sua indignação, ao falar sobre o sistema eleitoral com voto em lista fechada, que pode ser adotado nas eleições de 2018. O parlamentar defendeu o sistema eleitoral denominado Distritão, onde funciona como o sistema marjoritário, em que apenas os políticos mais votados são eleitos, independentemente de partido ou coligação. Já na lista fechada, quem define os candidatos são os próprios partidos. “Com o Distritão, acabaríamos com essa imoralidade do prefeito ou governador convocar um deputado ou vereador para beneficiar o suplente do partido. O candidato chamado deverá ser sempre o imediatamente mais votado.

 Em seu discurso, Targino ainda faz um alerta à população: “Vamos protestar contra esta mudança do sistema eleitoral para lista fechada, pois o que querem os deputados federais é esconder os bandidos atrás de uma lista fechada e reconduzi-los à Câmara Federal. Nesse sistema o eleitor não vai votar no candidato, votará no partido. Ou seja: o eleitor sairá de casa querendo votar num gato e o seu voto elegerá um rato. Aliás, os ratos são os animais mais presentes no ambiente político. Imaginem reeleger Eduardo Cunha, Rodrigo Maia ou até mesmo Moreira Franco e Eliseu Padilha, só para citar alguns dentre tantos bandidos réus ou investigados pela Lava Jato. Não votarei em nenhum candidato investigado pela Lava Jato.”, reiterou com destaque.

Por De olho na Cidade

 

30/03
às 02:01

A maioria dos deputados da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara criticou nesta quarta-feira (29) a aprovação do Projeto de Lei (PL) 4.302/98,  que regulamenta o trabalho temporário e libera a terceirização para qualquer tipo de atividade. Os comentários foram feitos durante audiência pública com o ministro do Trabalho e Emprego, Ronaldo Nogueira, sobre a reforma trabalhista (PL 6.787/16).

“Queremos que a Câmara e o Senado discutam com tempo as mudanças na legislação trabalhista, para que não sejam retirados direitos dos trabalhadores e também não haja insegurança jurídica. O açodamento, como acontece na Câmara, abre espaço para decisões, como a tomada ontem pelo STF [Supremo Tribunal Federal], de questionamentos e pedidos de informações. Isso produz insegurança e instabilidade jurídica", disse o presidente da Comissão, Orlando Silva (PC do B-SP), em referência ao  pedido do ministro do STF Celso de Mello à Câmara de informações para decidir sobre o pedido para anular a votação da Lei da Terceirização. Além de Silva, outros parlamentares criticaram a "pressa" na tramitação do projeto.

O ministro Ronaldo Nogueira não comentou a decisão do Supremo e evitou falar sobre a possibilidade de a Presidência da República sancionar, ou vetar, o projeto aprovado pela Câmara. Nogueira argumentou que a terceirização é um “fenômeno global” e que é necessário criar uma legislação que traga segurança na relação entre empregados e empregadores.

“É preciso trazer um marco regulatório com garantias para o trabalhador que presta serviço, que está contratado por essas empresas terceirizadas, para que os direitos dos trabalhadores estejam assegurados. E assim, evitar que empresas terceirizadas, que muitas vezes prestam serviço até para órgãos públicos, de uma hora para outra, desapareçam, deixando os trabalhadores sem indenização, sem salário, sem recolhimento dos encargos trabalhistas, fragilizando de uma forma muito cruel esse trabalhador. O marco regulatório precisa existir para trazer segurança nessa relação”, afirmou o ministro.

Para o ministro, a proposta de reforma trabalhista e outras medidas adotadas pelo governo são formas de garantir a retomada da geração de empregos no país. Ele negou que a reforma possa resultar na precarização das condições de trabalho e no enfraquecimento dos direitos do trabalhador.

Por Agência Brasil

 

29/03
às 03:32
Whatssap

Na noite desta terça-feira(28) aconteceu no Espaço Juca Eventos em Humildes uma importante reunião para tratar sobre a segurança publica do distrito que, nos últimos dia tem sido acomedido de  vários assaltos e arrastão pelos bandidos.

Esteve presente na reunião autoridades da Policia Civil, Veradores do distrito Fabiano da Van e Zé Curuca e o Dep. Estadual Drº Targino Machado.

Além da comunidade que compareceu em um bom número para manifestar a sua insatisfação com a segurança do distrito.

Enquanto acontecia a reunião, vários assaltos e arrastões estavam acontecendo e sendo relatados nos grupos da rede social, a ação dos bandidos tem sido diário em Humildes, tanto no centro como nos povoados.

A comunidade reivindica instalação de uma base da Policia militar no distrito.

Confira a baixo trecho da reunião que aconteceu na noite desta terça (28)

 

 

Por Humildes Noticias

 

29/03
às 03:11

Oito jogos, oito vitórias e um sentimento: a Seleção Brasileira de Tite está no caminho certo para a conquista do sexto título mundial na Copa da Rússia, em 2018. Ainda falta um bom tempo daqui até lá e, por isso, os torcedores precisam se contentar com as Eliminatórias. Na noite desta terça-feira (28), no Itaquerão, em São Paulo, triunfo de 3x0 sobre o Paraguai.  

Os rivais estavam atravessados na garganta brasileira. Desde 2009, o Brasil não vencia “La Albirroja”. Foram quatro empates seguidos, aliados aos jogos traumáticos de 2011 e 2015, com duas eliminações nas edições da Copa América, ambas nos pênaltis.

Disposto a manter o retrospecto de 100% de aproveitamento sob o comando de Tite, o Brasil manteve o estilo de jogo, com marcação alta e boa saída de bola dos volantes. O resultado pôde ser observado na posse de bola: 70% para a equipe verde e amarela. 

Em 25 minutos de bola rolando, Neymar já havia levado cinco faltas dos paraguaios. A cada bola parada, por sinal, um susto daqueles para o goleiro Anthony Silva. De cabeça, Firmino exigiu toda a elasticidade do camisa 12. 

De tanto pressionar, o Brasil conseguiu furar a defesa adversária. Coutinho partiu livre pela direita e tocou para Paulinho, que devolveu de calcanhar. O camisa 11 meteu uma chapa bonita, de fora da área, no cantinho do gol. Bola na rede e festa na arquibancada. Foi suficiente na primeira etapa. 

Após a chuveirada, a intensidade brasileira seguiu a mesma. Com apenas quatro minutos, Coutinho cruzou rasteiro para Neymar, que entrou de carrinho e por muito pouco não balançou a rede. 

A chance viria logo no minuto seguinte, quando o próprio Ney roubou a bola e sofreu pênalti. Na cobrança, o camisa 10 bateu no canto, mas o goleiro Anthony Silva pegou. 

Não tem problema. Após 10 minutos, o craque partiu de trás do meio-campo, deixou dois paraguaios na saudade e entrou na área. Gingou, chutou e correu para o abraço. Ainda teve tempo de Neymar fazer mais um gol, mas o lance foi anulado devido ao impedimento do atacante.

Já aos 40, Marcelo recebeu passe de letra de Paulinho e, na saída do goleiro, deu uma cavadinha por cima. Caixão fechado e a torcida se acabou de cantar: “O campeão voltou, o campeão voltou!”. E tem que respeitar mesmo.  

As Eliminatórias só retornam no dia 31 de agosto, dia em que o Brasil vai enfrentar o Equador em casa. Cinco dias depois, será a vez de encarar a Colômbia como visitante.

Por Correio

 

29/03
às 03:08

Em abril, os consumidores de energia elétrica terão um desconto na tarifa, por causa da devolução dos valores cobrados a mais no ano passado. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (28) o processo extraordinário de ajuste nas tarifas de 90 distribuidoras do país. Os percentuais de redução na tarifa que será aplicada em abril variam de 0,95% a 19,47%.

Vai haver devolução porque o custo da energia proveniente da termelétrica de Angra 3 foi incluído nas tarifas do ano passado, mas a energia não chegou a ser usada porque a usina não entrou em operação. O valor total a ser devolvido será de R$ 900 milhões.

Anteriormente, a Aneel havia dito que o valor da devolução poderia chegar a R$ 1,8 bilhão, mas o cálculo foi reduzido porque nem todas as distribuidoras haviam cobrado os valores a mais em 2016, já que o montante foi incluído no processo de reajuste de cada concessionária, de acordo com o seu aniversário tarifário.

Como será a devolução

O procedimento de devolução dos recursos terá duas etapas. Na primeira, durante o mês de abril, a tarifa será reduzida para reverter os valores de Angra 3 incluídos desde o processo tarifário anterior e, ao mesmo tempo, deixará de considerar o custo futuro do Encargo de Energia de Reserva (EER) desta usina.

Na segunda etapa, que começa em 1º de maio e permanece até o próximo processo tarifário de cada distribuidora, a tarifa apenas deixará de incluir o EER de Angra 3.

A Aneel também determinou que as distribuidoras incluam um texto padronizado nas faturas de abril e maio de 2017 para informar os consumidores sobre o processo de ajuste. As concessionárias também devem usar outros meios de comunicação para divulgar o movimento tarifário.

Por Agência Brasil

 

29/03
às 03:05

Após terem sido alvo de recall, três frigoríficos citados na Operação Carne Fraca tiveram seus produtos interditados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (28).

Com a interdição, bares e restaurantes estão impedidos de comercializar carnes e outros produtos de quatro unidades das empresas Transmeat, Souza Ramos e Peccin por três meses.

A resolução proibindo a comercialização e o preparo das carnes oriundas desses estabelecimentos foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (28).

Na semana passada, a Secretaria Nacional do Consumidor impôs o recolhimento de toda a carne e derivados produzidos nessas unidades. Eles fazem parte dos 21 frigoríficos investigados na operação da Polícia Federal que apura suspeitas de maquiagem no processamento de carnes e o suborno de fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Por Agência Brasil

 

28/03
às 09:49
O posto de combustível Ocapana, em Feira de Santana, pegou fogo no final da noite de segunda-feira (27). As chamas atingiram parte do teto de PVC do estabelecimento, de acordo com a assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros.
 
O posto fica localizado no centro da Cidade, na Praça do Fórum. Ninguém se feriu e, de acordo com o site Acorda Cidade, o posto não estava em funcionamento. Não há informações sobre as causas do incêndio. 
 
Por Correio

 

27/03
às 12:04
O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão autorizou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a contratar, por tempo determinado, até 26.440 pessoas, para a realização do Censo Agropecuário 2017. 
 
A maioria das oportunidades é para o cargo de recenseador (19.013). Depois, em ordem por demanda, vêm os postos de agente censitário supervisor (4.946), agente censitário municipal (1.285), agente censitário administrativo (381), agente censitário regional (375), analista censitário (266) e agente censitário de informática (174).
 
As contratações deverão ser feitas por meio de processo seletivo simplificado, cujos detalhes ainda não foram definidos. Os contratos assinados com os aprovados serão de até um ano, com possibilidade de prorrogação até o limite máximo de três anos, desde que devidamente justificado com base nas necessidades de conclusão das atividades do Censo Agropecuário.
 
De acordo com o Diário Oficial da União, o IBGE ainda deverá definir a remuneração dos profissionais.
 
Por Ibahia

 

27/03
às 11:51
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou hoje (27) a interdição de mais duas unidades frigoríficas alvos da Operação Carne Fraca, o Souza Ramos, em Colombo, e Transmeat, em Balsa Nova, ambos no Paraná.
 
Os dois frigoríficos estão entre os 21 investigados na operação da Polícia Federal (PF), deflagrada dia 17 de março para apurar suspeitas de irregularidades na produção de carne processada e derivados, bem como na fiscalização do setor.
 
Outras três unidades já haviam sido interditadas pelo ministério no dia 17. As unidades da Peccin Agro Industrial em Curitiba (PR) e Jaraguá do Sul (SC), onde são produzidos embutidos (mortadela e salsicha), e da BRF (dona das marcas Sadia e Perdigão, entre outras), em Mineiros (GO), onde é feito o abate de frangos.
 
O ministério não especificou os motivos das novas interdições. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, concederá entrevista coletiva esta tarde para apresentar um balanço da operação.
 
Por Agência Brasil

 


PAES, BISCOITOS, SALGADOS, CONFEITARIAS E MUITO MAIS, ENTREGA PARA EVENTOS E ANIVERSÁRIO. Av. Getúlio Vargas, 927 fone (75)2101-9920 Feira de Santana BA.