Humildes Notícias - O site de notícias de Humildes - Bahia

HOME         POLÍTICA          ESPORTE         POLÍCIA         TRÂNSITO         RELIGIÃO         CULTURA E LAZER         EDUCAÇÃO         EMPREGO


21/09
às 03:35

Nomeado nesta quarta-feira (20) como novo comandante do CPRL (Comando de Policiamento Regional Leste), o coronel Luziel Andrade de Oliveira considera o tráfico de drogas o maior desafio da Policia Militar. Luziel assume o posto em substituição ao coronel Adelmário Xavier, que deixou o cargo para aposentadoria. O CPRL é o órgão máximo operacional da Polícia Militar na região leste da Bahia, atuando em cerca de 120 municípios, inclusive Feira de Santana. “O desafio é transmitir às pessoas o sentimento de segurança.

Sabemos que a violência está em uma escalada muito grande. O combate ao tráfico, maior causador disso tudo, é desafiador”, avaliou Luziel, em entrevista ao Jornal do Meio Dia (Princesa FM). O coronel Luzel é natural do município de Santa Luz, região sisaleira da Bahia, e tem 35 anos na PM. Há dois anos e meio, o coronel estava trabalhando na região metropolitana de Salvador. “Eu conheço essa região leste. Comandei a PM em Santo Antônio de Jesus e Euclides da Cunha. Vou aproveitar toda a aprendizagem para aplicar nos órgãos da Polícia Militar”, declarou o coronel. A posse do novo comandante do CPRL será na próxima terça, às 16h no Batalhão Escola de Feira de Santana, antigo 1º BPM.

Por De Olho na Cidade

 

21/09
às 03:34

As inscrições para o concurso do Ministério Público da Bahia (MP-BA) podem ser feitas até quinta-feira (21). Conforme o edital do certame, o interessados têm até as 16h de quinta para realizar a inscrição, no site da Fundação Getúlio Vargas, responsável pela realização do concurso. Para efetivar as inscrições, os interessados deverão preencher formulário de solicitação de inscrição e enviar requerimento para geração automática do boleto de pagamento da taxa, cujo valor é de R$ 80 para Assistente e R$ 120 para Analista.

São 61 vagas, distribuídas para níveis médio e superior, onzesão para o cargo de Analista Técnico e 50 para Assistente Técnico-Administrativo. As remunerações iniciais são de R$ 3.284,83 para nível técnico e R$ 5.917,44 para nível superior. A jornada semanal é de 40 horas de trabalho, além de auxílio-alimentação. As onze vagas para analista estão distribuídas entre as especialidades de Pedagogia (2), Psicologia (2), Serviço Social (2), Tecnologia (1), Estatística (1), Letras (1), Engenharia Sanitária (1) e Engenharia Florestal (1).

O concurso tem prazo de validade de 18 meses, prorrogável uma única vez por igual período. As provas serão aplicadas na data provável de 22 de outubro. Serão classificados candidatos até dez vezes o número de vagas ofertadas. Para os cargos de analistas serão cobrados temas como conhecimentos básicos em Língua Portuguesa, Legislação Aplicável ao MP baiano e conhecimentos específicos para cada área (disponíveis no edital). No caso dos assistentes, serão cobrados conhecimentos básicos em Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e específicos em Direito Administrativo, Noções de Administração e Legislação Aplicável ao MP.

Por De Olho na Cidade

 

21/09
às 03:20

A cantora Ivete Sangalo confirmou na noite desta quarta-feira (20) que não irá participar do Carnaval de Salvador realizado em 2018. Os blocos Coruja e Cerveja&Cia também não vão desfilar. "Em virtude da alegria de estar esperando duas menininhas, eu não poderei participar do Carnaval, por orientação médica e também por orientação dos meus neurônios. Seria uma grande irresponsabilidade minha, já que vou estar perto de dar a luz", explicou a cantora durante um ao vivo em seu perfil no Instagram. Na ocasião, a baiana reforçou a ligação que tem com a folia.

"O Carnaval é a menina do meus olhos, é uma das festas que me projeta para o mundo inteiro com esta música deliciosa que é o axé. Eu sou uma cantora do Carnaval, eu tenho uma relação muito forte e intensa com essa festa. É paixão total, o que me faz sentir muito por essa ausência. Mas devo confessar a vocês a alegria de estar novamente vivendo esse momento delicioso em minha vida. Além de todas as manifestações de amor que tenho recebido. Me emociona de verdade. Eu estou muito feliz e sei que quando eu tô feliz, vocês ficam felizes junto", declarou. Ivete deu detalhes: “Eu tô grávida desde o São João e entrava no show e o povo dizia: ‘ela arrasa, ela tem uma energia maravilhosa’. E eu ficava pensando: ‘será que eu danço?’. Fiz o clipe grávida, fiz os shows de Fortaleza e da Europa grávida com aqueles maiôzinhos tudo apertado. Gente, eu estava doida para contar na hora... Mas aquelas coisas de mulher de pegar firmeza. Mas fiz tanta coisa grávida. Fiz Serginho e Bial”, explicou.

A cantora disse também que vai evitar pular nos seus shows, que acontecem normalmente em 2017. “Eu não vou pular nos meus shows, viu gente? Quando eu estava grávida de um eu até pulava. Mas agora vou ficar fazendo aquelas minhas lambadas e dancinhas sensuais e vocês pulam, viu?”. Logo após o vídeo, que ficará disponível em seu perfil por 24 horas, a assessoria da cantora confirmou em nota que ela segue com agenda de shows até dezembro e que os blocos Coruja e Cerveja&Cia não desfilam em 2018. "Em breve a artista anunciará a agenda do Carnaval de 2019. Os demais shows marcados, como Salvador Fest, Carnatal, Folianópolis e Réveillon de Salvador, seguem confirmados", diz nota.

Ivete Sangalo confirmou a gravidez através das redes sociais no dia 12 de setembro. Durante sua apresentação no Rock in Rio no último sábado (15), ela afirmou para o público que está esperando duas meninas. Desde que Ivete anunciou a gravidez, a possibilidade da cantora não participar do Carnaval já era imaginada pela maioria das pessoas. Um folião fã da cantora chegou a escrever uma carta aberta pedindo que o prefeito ACM Neto adiasse a festa.

A mudança no calendário foi sugerida pelo internauta Matheus Nadier, que escreveu carta aberta ao prefeito, demonstrando preocupação com o fato da estrela completar oito meses de gestação de gêmeos justamente na época da folia, e o texto viralizou nas redes sociais. "Ou damos um jeito de conversar com algum santo parteiro e fazer com que ela faça esse parto pré-maturo de sete meses (de forma muito segura), ou não tem possibilidade alguma dela se apresentar no Carnaval. E cá entre nós, o que vai ser do Carnaval de Salvador sem Ivete Sangalo? Se eu fosse patrocinador, já tirava meu dinheiro da reta. Você acha mesmo que o vale dos homossexuais inteiro vai se deslocar para Bahia para ir atrás do bloco da Claudia Leitte? Menos né...", escreveu o folião, sem esconder a preferência pela morena.

Na resposta, o prefeito argumentou que a definição da data depende do calendário cristão, e que, para chegar a ela, é “um parto”. “Primeiro precisamos descobrir quando cai o domingo de Páscoa: é sempre o primeiro domingo de lua cheia após o dia 21 de março. Ou seja: em 2018, a Páscoa vai cair no dia 1º de abril. (Parece até mentira, mas a conta é essa aí! Kkkkkkk). Depois que descobrimos o dia da Páscoa, retrocedemos sete domingos e chegamos, finalmente, à semana que se inicia o Carnaval. Logo, no próximo ano, a folia começa, oficialmente, no dia 8 de fevereiro aqui em Salvador. (Lembrando que ainda tem o pré-Carnaval!) Essa conta do Carnaval é, literalmente, um PARTO... e, além disso, é uma tradição mais antiga que o trio elétrico e a guitarra baiana”, explica Neto. Sobre a possível desistência de parte do público, informou que há muitos outros atrativos a serem considerados na folia baiana. “Eu tenho certeza que, caso Ivete não consiga participar do Carnaval, ela fará muita falta. Mas fico na torcida (e aposto que a Ivete também) para que o 'vale dos homossexuais inteiro' não desista de prestigiar o Melhor Carnaval do mundo”, brinca Neto. "Onde é que você vai sentir aquele arrepio ao pisar na avenida e a guitarra baiana começa a tocar os primeiros acordes de "We are Carnaval"? Quero ver onde seu coração vai explodir de alegria vendo o Ilê passar... E o batuque do timbau que é só nosso? Oxe... Tá doido de perder os Filhos de Gandhy? Sem falar naquela brisa boa do mar que bate enquanto você tá atrás do trio elétrico... Não tem jeito, amigo: só em Salvador você vai andar mais de 30 km sem se cansar e, no fim de tudo, ainda vai ser presenteado com um pôr do sol na Castro Alves", conclui o prefeito.

Em 2018, a abertura oficial do Carnaval de Salvador, com a entrega da chave da cidade ao Rei Momo, está prevista para ocorrer no dia 7 de fevereiro (quarta-feira).

Por Ibahia

 

21/09
às 03:15

A maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu enviar a segunda denúncia apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre o presidente Michel Temer à Câmara dos Deputados, conforme determina a Constituição.

O placar da votação está em 6 votos a 1 pelo envio, contrariando pedido feito pela defesa do presidente. O julgamento continua para a tomada de mais quatro votos dos ministros. Até o momento, votaram pelo envio da denúncia o relator, ministro Edson Fachin, além de Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Ricardo Lewandowski. Dias Toffoli abriu divergência e entendeu que a Corte poderia analisar sobre os fatos contra o presidente ocorreram durante o mandato. A autorização prévia para processar o presidente da República está prevista no Artigo 86: “Admitida a acusação contra o presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade”.

O julgamento foi motivado por um pedido feito pela defesa de Temer. Inicialmente, o advogado Antônio Claudio Mariz, representante do presidente, pretendia suspender uma eventual denúncia em função da abertura do processo de revisão da delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS. Na quinta-feira (14), após o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot enviar a denúncia ao STF, Mariz entrou com outra petição e pediu que a peça seja devolvida à PGR. Para o advogado de Temer, as acusações referem-se a um período em que o presidente não estava no cargo. De acordo com a Constituição, o presidente da República não pode ser alvo de investigação sobre fatos que aconteceram antes de assumir a chefia do governo.

Por Agência Brasil

 

21/09
às 03:10

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, foi condenado a 45 anos e dois meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Cabral e mais 11 pessoas, incluindo sua mulher, Adriana Ancelmo, foram condenados na sentença final da Operação Calicute, desdobramento da Operação Lava Jato, proferida nesta quarta-feira (20), pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. Adriana Ancelmo foi condenada a 18 anos e três meses de reclusão por lavagem de dinheiro e participar de organização criminosa; Wilson Carlos, secretário de Cabral, a 34 anos de prisão por lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Hudson Braga foi condenado a 27 anos de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa. Carlos Miranda foi condenado a 25 anos de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa; Luiz Carlos Bezerra, a seis anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e participar de organização criminosa e Wagner Jordão Garcia, a 12 anos e dois meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Paulo Fernandes Pinto Gonçalves foi condenado a nove anos e quatro meses de prisão por lavagem de dinheiro e organização criminosa; José Orlando Rabelo, a quatro anos e um mês de prisão por organização criminosa; Luiz Paulo Reis, a cinco anos e dez meses de prisão por lavagem de dinheiro e Carlos Jardim Borges a cinco anos e três meses de prisão por lavagem de dinheiro.

Luiz Alexandre Igayara foi condenado a seis anos de prisão por crime de lavagem de dinheiro, mas será beneficiado por ter feito delação premiada e teve a pena convertida em regime semi-aberto e prestação de serviços. Líder Na sentença, Bretas explica que considerou como agravante o fato de Cabral ter sido o líder da organização criminosa. “Principal idealizador dos esquemas ilícitos perscrutados nestes autos, o condenado Sergio Cabral foi o grande fiador das práticas corruptas imputadas. Em razão da autoridade conquistada pelo apoio de vários milhões de votos que lhe foram confiados, ofereceu vantagens em troca de dinheiro. Vendeu a empresários a confiança que lhe foi depositada pelos cidadãos do estado do Rio de Janeiro, razão pela qual a sua culpabilidade, maior do que a de um corrupto qualquer, é extrema”, escreveu Bretas. Sobre Adriana Ancelmo, o juiz determinou que ela cumpra sua pena em regime inicial fechado. Atualmente, ela está cumprindo prisão preventiva domiciliar, em seu apartamento no Leblon, zona sul carioca, mas como a legislação possibilita apelação em liberdade até condenação em segunda instância, ela deverá permanecer em seu imóvel até decisão colegiada.

Bretas considerou, na sentença, que Adriana Ancelmo foi mentora dos esquemas ilícitos, ao lado do marido. “Foi também diretamente beneficiada com as muitas práticas criminosas reveladas nestes autos. Ao lado de seu marido, usufruiu como poucas pessoas no mundo, os prazeres e excentricidades que o dinheiro pode proporcionar, quase sempre a partir dos recebimentos que recebeu por contratos fraudulentos celebrados por seu escritório de advocacia, com o fim de propiciar que a organização criminosa que integrava promovesse a lavagem de capitais que, em sua origem, eram frutos de negócios espúrios.” Na sentença, Bretas reafirma a necessidade de manutenção da prisão preventiva de Cabral, Wilson Carlos, Hudson Braga e Carlos Miranda, assim como o recolhimento domiciliar de Adriana Ancelmo. Porém, revoga a prisão preventiva e demais medidas cautelares de Luiz Carlos Bezerra, José Orlando Rabelo, Wagner Jordão Garcia, Luiz Paulo Reis e Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves, por não vislumbrar que perduram os requisitos das medidas e eles vão recorrer à segunda instância em liberdade.

"Expeçam-se os respectivos alvarás de soltura", determinou. Outro lado O advogado Rodrigo Roca, que representa Cabral, divulgou vídeo em que classifica a sentença como uma violência ao estado democrático de direito. “Só reforça a arguição de suspeição que nós fizemos contra o juiz que a prolatou. A condenação do governador pelo juiz Marcelo Bretas era um fato, era esperada, todo mundo sabia disso”, disse Roca, adiantando que vai apelar à instância superior. A defesa de Adriana Ancelmo informou que ainda estava tomando ciência da sentença. Os advogados dos demais condenados não foram localizados pela reportagem. Todos os condenados foram arrolados na Operação Calicute, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, que investigou a relação entre o poder político no governo Cabral e empresas prestadoras de serviços, fornecedoras de produtos e empreiteiras responsáveis por grandes obras, principalmente para a Copa de 2014.

Por Agência Brasil

 

20/09
às 03:14

Na Lotérica São Pedro, única de Aracatu, pacata cidade do sudoeste da Bahia de quase 14 mil habitantes, não era só o dinheiro de apostas que movimentava os cofres. Por lá, segundo a Polícia Federal, passavam boa parte dos R$ 3,2 milhões desviados da Prefeitura desde 2015. Nesta terça-feira (19), a polícia realizou operação para dar fim ao esquema, que envolvia o secretário de Administração e o diretor de Tributos, irmãos do dono da São Pedro, e o prefeito Sérgio Silveira Maia (PV), afastado do cargo por determinação judicial.

O dinheiro que ia para a lotérica era o que tinha sido pago à empresa Lopes Serviços Terceirizados LTDA, sem que, segundo a PF, ela prestasse o serviço de limpeza, asseio e conservação diária, para o qual foi contratada pela prefeitura de Aracatu em 16 de março de 2015, com pagamento mensal de R$ 179.100. Na lotérica, a PF apreendeu R$ 50 mil e na casa do secretário de Administração Antonio Maia uma espingarda. Ele foi liberado após pagar fiança. O CORREIO não conseguiu contato com os donos da São Pedro, registrada na Receita Federal em nome de Miguel Silveira da Rocha e Jane Consuele Santos Rocha.

Já o dono da Lopes Serviços, Noé Lopes de Oliveira, conduzido coercitivamente pela PF nesta terça para dar explicações sobre o esquema, desligou o celular quando o CORREIO perguntou o que ele tinha a comentar sobre o assunto. A procuradora de Aracatu, Alana Carolina Santana Silveira, afirmou que iria enviar uma nota com a posição da Prefeitura, mas isto não ocorreu até a publicação desta reportagem. Com o afastamento de Sérgio Maia, assume a prefeitura de Aracatu a vice Lêda de Souza Matias Silveira, do PSB.

Além de Aracatu, a empresa Lopes Serviços realizou contratos nos mesmos moldes com a prefeitura de Palmas de Monte Alto, também no sudoeste da Bahia. A PF afirma que a empresa “era de fachada e que muitos dos empregados contratados seriam fantasmas ou prestariam serviços em estabelecimentos já totalmente desativados, a exemplo de dezenas de escolas.” Entre abril de 2014 e maio de 2016, a prefeitura de Palmas de Monte Alto repassou à empresa mais de R$ 652 mil, porém não se sabe ao certo ainda o valor desviado.

O ex-prefeito de Palmas do Monte Alto Fernando Laranjeira, do PDMB, também foi conduzido coercitivamente pela PF nesta terça. A operação da PRF, realizada por 53 policiais federais e 7 auditores da Controladoria da União nas cidades de Aracatum Palmas do Monte Alto, Riacho de Santana e Botuporã, cumpriu 15 mandados de busca e apreensão, 10 mandados de condução coercitiva e 8 de medidas cautelares, como afastamento do cargo e proibição de frequentar a administração municipal.

“Os valores recebidos pela empresa eram repassados a servidores municipais ligados ao ex-prefeito de Palmas de Monte Alto ou a familiares do atual prefeito de Aracatu, que utilizavam apenas parte do dinheiro para remunerar pessoas da zona rural ou adolescentes para a execução do objeto do contrato, sendo o restante apropriado indevidamente", explica o delegado federal Rodrigo Kolbe.

As investigações da PF tiveram início em 2016, após denúncias de vereadores de Aracatu. “Ao analisar o caso, vimos que havia contratos também na empresa de Palmas do Monte Alto”, explica Kolbe, acrescentando que a verba desviada é do Ministério da Educação. Os envolvidos no esquema vão responder por lavagem de dinheiro, crime organizado e fraude a licitação.

Por Ibahia

 

20/09
às 03:08

O soldado da Polícia Militar Jarbas Colferai, 23 anos, foi preso por matar o atleta Matheus Garcia Vasconcelos Alves, 24, em São Vicente, São Paulo, na noite da segunda-feira (18). A investigação aponta que o crime foi motivado por ciúmes, já que o PM acreditava que a namorada estava mantendo um caso com Matheus.

Matheus foi baleado na nuca no meio da rua e morreu a caminho do hospital. Ele estava com um carregador de celular quando foi achado, mas o aparelho não estava no local, o que inicialmente levou a polícia a crer que se tratava de um latrocínio - roubo seguido de morte. Amigos do atleta informaram que o PM se passou pela namorada em conversas pelo Messenger do Facebook e atraiu o atleta para o local do crime, segundo o jornal A Tribuna. 

Por Correio

 

20/09
às 03:05

Cerca de 800 quilos de maconha foram apreendidos durante uma operação conjunta entre a Polícia Militar (Cipe Litoral Norte) e a Polícia Federal na madrugada desta terça (19) em Feira de Santana.

A droga foi localizada em uma carreta com placa de Conceição do Coité (BA) durante uma abordagem feita no posto da PRF na BR 116 sul em Feira de Santana. Ainda não há detalhes sobre a apreensão.

Há cerca de 15 dias, a PF de Feira de Santana aprendeu uma tonelada de maconha em outra operação. Já no mês passado, uma ação entre a PM e a PF também localizou pouco mais de duas toneladas da droga na região de Feira.

 
Por De Olho na Cidade

 

20/09
às 03:00

A Justiça Federal em Brasília aceitou nesta terça-feira (19) denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro Gilberto Carvalho por corrupção passiva em um dos processos da Operação Zelotes. Com a decisão, proferida pelo juiz federal Vallisney de Oliveira, os acusados se tornam réus no processo.

De acordo com a denúncia, Lula, Carvalho e mais cinco investigados são acusados de beneficiar montadoras de veículos por meio da edição de medidas provisórias. As empresas automobilísticas teriam prometido R$ 6 milhões a Lula e Carvalho em troca de benefícios para o setor, afirmam os procuradores do caso.

“Diante de tal promessa, os agentes públicos, infringindo dever funcional, favoreceram as montadoras de veículos MMC [Mitsubishi] e Caoa ao editarem, em celeridade e procedimento atípicos, a Medida Provisória n° 471, em 23/11/2009, exatamente nos termos encomendados, franqueando aos corruptores, inclusive, conhecimento do texto dela antes de ser publicada e sequer numerada, depois de feitos os ajustes encomendados”, afirma o MPF.

Em nota divulgada à imprensa, o advogado Cristiano Zanin, representante de Lula, afirmou que o ex-presidente nunca solicitou, aceitou ou recebeu valores em contrapartida aos seus atos como presidente da República.

“A inocência do ex-presidente Lula deverá ser reconhecida também neste processo porque ele não praticou qualquer ilícito. A denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal não tem materialidade e deve ser compreendida no contexto de lawfare [guerra jurídica, em tradução livre] que vem sendo praticado contra Lula, usando de processos e procedimentos jurídicos para fins de perseguição política”, diz a nota.

 

 

Por Agência Brasil

 

20/09
às 02:57

Estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançado hoje (19), na Assembleia das Nações Unidas, estima que 152 milhões de crianças foram submetidas a trabalho infantil em 2016, sendo 64 milhões do gênero feminino e 88 milhões do masculino. Isso representa que uma em cada dez crianças de 5 a 7 anos foi explorada dessa forma em todo o mundo.

Cerca de 73 milhões, quase metade do total, exerciam o que a OIT considera trabalho perigoso, que são atividades que colocam em risco sua saúde, segurança e desenvolvimento moral, como ocorre na mineração e na construção civil. Entre estas pessoas, 38% das que têm de 5 a 14 anos e quase dois terços das que têm de 15 a 17 anos trabalham mais de 43 horas por semana.

Coordenador do programa de combate ao trabalho forçado da OIT no Brasil, Antonio Carlos Mello explica que os números devem ser ainda maiores, já que, por envolver atividades tipificadas como crimes em diversos países, é difícil obter dados exatos. “É um piso mínimo, pois toda pesquisa estatística, para ser fidedigna, tem que ser conservadora”, acrescenta.

A pesquisa Estimativas Globais de Trabalho Infantil: resultados e tendências 2012-2016 aponta que o maior contingente de crianças exploradas está na África (72,1 milhões), depois na área da Ásia e do Pacífico (62 milhões), das Américas (10,7 milhões), da Europa e da Ásia Central (5,5 milhões) e dos Estados Árabes (1,2 milhões). Os ramos que mais exploram mão de obra infantil em âmbito global são agricultura (70,9% dos casos), serviços (17,1%) e indústrias em geral (11,9%).

No caso das Américas, esses percentuais alcançam 51,5% na agricultura, 35,3% nos serviços e 13,2% nas indústrias. O setor de serviços ocupa, portanto, fatia maior do que ocorre nos países em geral, chegando a utilizar proporcionalmente mais de uma em cada três crianças que trabalham. Embora a OIT reconheça o avanço no combate a esse tipo de violação na região, destaca que ele “não foi compartilhado igualmente entre países ou dentro deles; grupos significativos, incluindo crianças indígenas, foram deixados para trás”, conforme o texto da pesquisa.

 
Por Agência Brasil

 


PAES, BISCOITOS, SALGADOS, CONFEITARIAS E MUITO MAIS, ENTREGA PARA EVENTOS E ANIVERSÁRIO. Av. Getúlio Vargas, 927 fone (75)2101-9920 Feira de Santana BA.