Humildes Notícias - O site de notícias de Humildes - Bahia

HOME         POLÍTICA          ESPORTE         POLÍCIA         TRÂNSITO         RELIGIÃO         CULTURA E LAZER         EDUCAÇÃO         EMPREGO


29/11
às 10:20
Os projetos que reajustam os salários dos professores e dos policiais civis, militares e bombeiros foram aprovados, em votação simbólica, na sessão desta terça-feira (28), na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). De acordo com o texto, o reajuste salarial dos policiais gerarão uma despesa de R$ 53.951.916 aos cofres do Estado.
 
O projeto de reajuste dos professores e coordenadores pedagógicos institui um processo especial para que os profissionais tenham direito a dois avanços, baseados na conclusão do Curso "Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais".
 
A modificação na estrutura remuneratória dos professores custará ao Estado em 2017 um valor referente a R$ 24.411.601 e no ano que vem de R$ 218.524.281.
 
Na sessão desta terça, os deputados também aprovaram a entrega da Comenda 2 de Julho para José Edivaldo Rocha Rotondano, desembargador do TJ e presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), e para a desembargadora Lígia Maria Alves Cunha Nunes.
 
 
 
Por Bahia Notícias

 

29/11
às 10:16
Levantamento coordenado pelo Ministério da Saúde indica que 1.496 cidades brasileiras estão em situação de alerta ou de risco para surto de dengue, zika e chikungunya no próximo verão. Isso representa 38% do total de cidades que fizeram a avaliação, batizada de Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa). Nove entre cada 10 municípios que fizeram o levantamento apresentam situação de risco.
 
Entre capitais, estão em estado de alerta Maceió (AL), Manaus (AM), Salvador (BA), Vitória (ES), Recife (PE), Natal (RN), Porto Velho (RO), Aracajú (SE) e São Luis (MA). As capitais Belém (PA), Boa Vista (RR), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), São Paulo (SP), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Brasília (DF) e Rio Branco (AC) não informaram os dados ao Ministério da Saúde.
 
Por Folha do Estado

 

29/11
às 10:09
O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) manteve multa imposta pelo Procon-SP ao Hipermercado Extra por submeter uma criança a constrangimento para comprovar suas compras. Segundo os autos do processo, a empresa teria permitido que um funcionário conduzisse um consumidor de 10 anos de idade, de cor negra, desacompanhado de um responsável, ao interior de uma sala no Hipermercado Extra da Marginal Tietê, para prestar esclarecimentos sobre possível furto a ele atribuído. O consumidor, no entanto, portava a nota fiscal dos produtos que trazia consigo, tendo sido constrangido a permanecer confinado naquela sala, onde foi inquirido por funcionários. Diante da prática considerada abusiva, o Procon-SP aplicou multa de R$ 458 mil.
 
De acordo com a relatora do processo, Flora Maria Nesi Tossi Silva, o fato de a conduta praticada nas dependências do Hipermercado ensejar eventuais penalidades administrativas a serem aplicadas pela prática de atos de discriminação racial não retira a legitimidade da Fundação Procon-SP para apurar e sancionar as condutas que violam o CDC, considerando a esfera de atuação distinta de ambas as frentes.
 
“De um lado ocorre a apuração de crime de racismo e segregação da pessoa negra, enquanto de outro a apuração de abuso às práticas consumeristas. Portanto, não há que se falar na ocorrência de “bis in idem”, no caso concreto”, aponta a relatora.
Por Ibahia

 

23/11
às 18:00
 
O deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que trata da reforma da Previdência, apresentou nesta noite novo texto para viabilizar a aprovação das mudanças, durante jantar no Palácio da Alvorada. O encontro reuniu o presidente da República, Michel Temer; o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); os ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira; governadores e parlamentares da base aliada do governo.
 
Entre os principais pontos da nova proposta, estão a fixação de idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e 62 para mulheres, como estava no texto original, sendo que professores e policiais passam a cumprir exigência de 60 anos e 55 anos, respectivamente, sem distinção de gênero. Os trabalhadores rurais foram retirados da reforma e mantêm as condições atuais de aposentadoria, enquanto o valor do Benefício de Prestação Continuada (BPC) foi mantido em um salário mínimo. A unicidade de tratamento entre trabalhadores públicos e privados foi mantida como no texto original.
 
O tempo de contribuição mínima para aposentadoria no Regime Geral da Previdência Social (RGPS), dos trabalhadores privados, no entanto, foi diminuído para 15 anos, enquanto o do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), dos servidores públicos, permaneceu em 25 anos. Com 15 anos no RGPS, o trabalhador se aposenta com 60% da renda média de contribuição. No RPPS, a partir do mínimo de 25 anos de contribuição, o servidor começa com 70%. O tempo para se aposentar com 100% da renda média de contribuição ficou em 40 anos.
 
Segundo o relator, o novo texto simplifica a PEC ao enxugar o escopo da proposta para, dessa forma, viabilizar a aprovação da medida. A previsão de Maia é que a proposta seja votada no plenário da Câmara dos Deputados na primeira semana de dezembro. Para ser aprovada na Casa, a medida deve ser aprovada por, pelo menos, 308 dos 513 deputados em dois turnos de votações.
 
Por De Olho na Cidade

 

23/11
às 17:52

 Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vão receber a segunda parcela da gratificação natalina a partir de amanhã. Os beneficiários já podem conferir o valor da segunda parcela do 13° salário deste ano.

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vão receber a segunda parcela da gratificação natalina a partir de amanhã. Os beneficiários já podem conferir o valor da segunda parcela do 13° salário deste ano.
 
 
 
A segunda parcela do 13° sairá juntamente com o benefício de novembro. Os créditos começam a ser feitos a partir de amanhã para quem ganha até um salário mínimo (R$ 937) e tem inscrição terminada em 1.
 
 
 
O pagamento do abono de Natal segue o mesmo calendário dos benefícios mensais da Previdência Social. Quem ganha acima de um mínimo começará a receber os valores a partir de 1º de dezembro. Neste caso, o crédito será para aposentados e pensionistas com final de inscrição de benefício 1 e 6.
 
 
 
O INSS termina de pagar a folha de novembro e a segunda parte do 13º no dia 7 de dezembro (final zero para quem recebe até um salário mínimo e para finais 5 e 0, para quem ganha acima do piso). A primeira parcela, correspondendo a 50% do valor, foi paga entre o final de agosto e início de setembro.
 
Por De Olho na Cidade

 

20/11
às 15:52
O Dia da Consciência Negra, celebrado nesta segunda-feira (20), significa uma nova forma de encarar a vida para muitos feirenses. Mulheres que enfrentaram o racismo, assumiram a negritude e passaram a enxergar a beleza própria.
 
A dona de casa Cristiane Amorim Silva, que mora no distrito de Humildes, usa o turbante no dia a dia, até para atividades físicas. Enfrentou e enfrenta muito preconceito. “Eu uso o turbante até na academia e nas minhas caminhadas. Amo o turbante e me sinto bem. Tem pessoas que gostam e outras não. Alguns olham atravessado, mas não me importo com isso”.
 
Cristiane acredita que o relato dela pode servir de exemplo para outras mulheres. “O importante é ser eu mesma, gostar de mim mesma. Isso serve para outras mulheres, que elas possam se libertar e não olhar o preconceito das pessoas”, disse a dona de casa.
 
Já a cabelereira Silvana Maria Rocha adotou as tranças sintéticas depois de muitos anos vivendo na dependência de produtos químicos para relaxamento dos cabelos. Segundo ela, as tranças vão ajudar o crescimento do cabelo natural, que serão “assumidos” em breve.
 
“No início, foi trabalhoso, mas depois de dez dias consegui me adaptar. Está bem mais prático. Isso mudou muito a minha cabeça. Estou mais livre e assumindo as minhas origens. Primeiro tenho que estar bem comigo mesmo”, contou Silvana.
 
Por De Olho na Cidade

 

17/11
às 03:40

O jovem Felipe Souza da Paixão, acusado de matar a garota Vitória Souza da Paixão,  de 12 anos, foi levado para o Conjunto Penal de Feira de Santana na tarde desta quinta-feira (16).

Ele recebeu voz de prisão no Hospital Gera Clériston Andrade, onde estava internado em decorrência de tiros que sofreu no bairro Aviário, disparos feitos por rivais da vítima.    

Depois de ter alta médica, Felipe foi levado à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e prestou depoimento, sendo levado ao Conjunto Penal em seguida.  

O crime

A adolescente Vitória foi assassinada no dia 2 de março deste ano no bairro Aviário. A polícia acredita que ela foi atraída para um imóvel e após ser amarrada e amordaçada foi espancada, teve os cabelos cortados e foi afogada várias vezes em um balde com água.

O corpo de Vitória foi encontrado envolto em uma rede e jogado em um lixão nos fundos do Conjunto Penal.

Além de Felipe, dois adolescentes teriam participado do crime, sendo que um deles já foi apreendido. O motivo do crime seria uma desconfiança de Felipe. O acusado acreditava que a garota estava passando informações para uma facção rival ao grupo dele.

Na delegacia, Felipe negou envolvimento no caso. “Não tive nenhuma participação no crime. Eu estava na casa da minha ex-mulher no bairro Conceição”, alegou o acusado.

Por De olho na cidade

 

17/11
às 03:36

Estão abertas, na Casa do Trabalhador de Feira de Santana, as inscrições para os cursos gratuitos de qualificação profissional do Plano Progredir, tendo como intermediário o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), oferecendo vagas ao público de baixa renda.

As vagas, identificadas através do Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec), são voltadas aos cursos de formação inicial e continuada, na modalidade Ensino à Distância (EaD), com aulas ministradas pela internet por instituições privadas de educação profissional e tecnológica.

De acordo com o secretário do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior, “a iniciativa visa ampliar a oferta gratuita na área de qualificação profissional e fomentar as políticas de inclusão social e produtivas”.

Os interessados podem se inscrever no link www.mds.gov.br/progredir ou procurar diretamente a Casa do Trabalhador e efetivar a pré-matrícula que, nesta fase, deverá ser feita até o dia 30 de novembro.

A meta é promover a autonomia dos beneficiários do Bolsa Família, com prioridade às pessoas inscritas no Cadastro Único, com mais de 15 anos, e que procuram novas oportunidades de emprego e renda.

Por De olho na cidade

 

17/11
às 03:32

Um dos mais fortes refúgios do Leão na sua briga contra o rebaixamento acabou. Foram precisamente quatro meses de invencibilidade longe de Salvador na Série A, marca que acabou nesta quinta-feira (16) com a derrota por 2x1 para a Chapecoense na Arena Condá.

A derrota veio de virada. Numa atuação abaixo do comum fora de casa, o Leão saiu à frente com David aos 19 minutos de jogo, mas sofreu o empate com 25 minutos do primeiro tempo, em gol de Arthur, e aos 32 da etapa final, com Túlio de Melo.

A última derrota longe da capital baiana havia sido para o Palmeiras, por 4x2, no dia 16 de julho. Apesar do resultado em Chapecó, o Leão segue fora do Z4, na 16ª posição, com 39 pontos. O que o separa da Ponte Preta, 17ª, é o saldo de gols: -8 para o rubro-negro e -11 para a Macaca.

Enquanto isso, a Chapecoense foi a 47 pontos e se livrou matematicamente do rebaixamento. O próximo compromisso rubro-negro é no Barradão, no domingo (19), às 17h, contra o Cruzeiro.

Jogo feio

Chapecoense e Vitória mostraram times muito semelhantes: bem postados na defesa, mas com enorme dificuldade para criar. O lado direito era o mais participativo do Leão no ataque, mas errava demais, sobretudo com Patric. Na defesa, se defendia bem das investidas da Chape, de modo que os primeiros 20 minutos passaram numa incrível monotonia.

Era claro que um lance de perigo surgiria apenas com um erro de algum dos lados. Aos 19 minutos, o goleiro Jandrei fez uma verdadeira lambança: entregou a bola nos pés de David, que estava marcando a saída de bola. O atacante só fez driblar o marcador e abrir o placar.

Cinco minutos depois, outro erro. Dessa vez, da defesa rubro-negra, que fez a Chape empatar. Da direita, Reinaldo cobrou escanteio fechado no primeiro poste e Arthur Caíke apareceu entre os zagueiros do Leão para marcar.

A partir dos 30 minutos, um temporal começou a cair na Arena Condá. Com isso, o jogo, que já não vinha muito vistoso, acabou sem qualquer outro lance de perigo no primeiro tempo.

Virada Condá

Os 15 minutos de chuva no intervalo fizeram o gramado virar praticamente um lago no início da etapa final. A bola corria com dificuldade, parando sempre nas poças de água. O duelo, então ficou ainda mais monótono.

Só a bola parada animava quem assistia à partida. Aos 25, a Chape chegou ao gol. Após cobrança de falta, a defesa rubro-negra fez a linha de impedimento e quatro adversários apareceram livres em condição legal. A sorte do Leão foi que Amaral desviou a bola antes de Douglas marcar, caracterizando impedimento.

A virada veio de fato aos 32. Para variar, na bola parada. Reinaldo cobrou falta da risca frontal da área e colocou no canto direito de Fernando Miguel. O goleiro rubro-negro fez linda defesa, mas Túlio de Melo, no rebote, deixou o dele.

O Leão só chegou perto de manter a invencibilidade longe de Salvador aos 40 minutos. Patric cruzou da direita e André Lima colocou na trave. Mas não passou disso.

Por Correio

 

17/11
às 03:28

A distância diminui a cada rodada e assim aconteceu mais uma vez. O detalhe é que o Bahia nunca esteve tão perto da zona da Libertadores como agora. O tricolor venceu o Santos por 3x1, na noite desta quinta-feira (16), na Fonte Nova, e ficou a um ponto apenas do Flamengo, sétimo colocado. O que era só um sonho virou objetivo real após os gols de pênalti de Mendoza e Edigar Junio e o gol contra de Alison - Bruno Henrique anotou para o Santos.

Restam três rodadas para o fim do Brasileirão, e o Bahia é o nono colocado com 49 pontos. Flamengo e Vasco, este em oitavo, somam 50. O próximo adversário do time treinado por Carpegiani é o Sport, domingo (19), na Ilha do Retiro, no Recife.

Irreconhecível no primeiro tempo, o Bahia sofreu com a velocidade de Bruno Henrique e com o camisa 10 santista em uma noite inspirada. O até então ‘sumido’ Lucas Lima, bastante criticado nos últimos jogos pelo desempenho ruim, parecia a fim de mostrar serviço. 

Enquanto o tricolor errava muito no último passe, o time paulista usava a velocidade para contra-atacar. Após boa troca de passes, Bruno Henrique finalizou de fora da área e obrigou Jean a fazer uma defesa difícil. Um minuto depois, aos 16, o atacante santista mostrou oportunismo para abrir o placar. 

David Braz recebeu na direita e cruzou rasteiro para Bruno Henrique só empurrar para o gol. Melhor, o Santos por pouco não ampliou com Ricardo Oliveira em chute cruzado, que passou perto.

Aos 20 minutos, no entanto, a reação imediata. Mendoza deu bom passe para Zé Rafael ser derrubado dentro da área. O árbitro, sem titubear, marcou pênalti.

Desta vez, o cobrador foi Mendoza, que deslocou Vanderlei para fazer seu oitavo gol na Série A e empatar a partida. 

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem modificações, mas a tônica do jogo continuou a mesma com o Santos tomando a iniciativa. No entanto, o tricolor conseguiu a virada aos 10 minutos, num contra-ataque de manual.

Após a zaga afastar o perigo de um escanteio, Juninho Capixaba saiu em velocidade e lançou Zé Rafael na direita. O camisa 18 adiantou a bola e cruzou rasteiro, em direção a Mendoza. Antes que o colombiano finalizasse, Alison se atirou de carrinho e mandou contra a própria meta. O Bahia fazia 2x1.

Para reforçar a marcação, principalmente pelo lado direito da defesa, onde Bruno Henrique vinha tendo muito espaço, Carpegiani colocou Edson no lugar de Juninho. Em seguida, o técnico tricolor chamou Régis, que entrou na vaga de Allione, cansado. 

Na sua primeira jogada, o camisa 20 serviu Zé Rafael, que invadiu a área e chutou rasteiro, de pé esquerdo, para grande defesa de Vanderlei. Na segunda, Régis foi decisivo. Com lindo passe, encontrou Edigar Junio livre na área, mas antes que o camisa 11 batesse para o gol, Jean Mota o derrubou. O pênalti foi marcado e, desta vez, o artilheiro do Bahia na Série A bateu com muita categoria para fazer seu 12º gol no campeonato e sacramentar o placar: 3x1. Foi o décimo gol dele nos nove jogos sob comando de Carpegiani.

Por Correio

 


PAES, BISCOITOS, SALGADOS, CONFEITARIAS E MUITO MAIS, ENTREGA PARA EVENTOS E ANIVERSÁRIO. Av. Getúlio Vargas, 927 fone (75)2101-9920 Feira de Santana BA.