Polícia | Humildes Notícias - O site de notícias de Humildes - Bahia

HOME         POLÍTICA          ESPORTE         POLÍCIA         TRÂNSITO         RELIGIÃO         CULTURA E LAZER         EDUCAÇÃO         EMPREGO

Polícia

12/08
às 02:29

A Polícia Militar capturou, no final da tarde desta sexta-feira (11), o traficante Zenildo dos Santos Júnior, suspeito de disseminar mensagens pelo aplicativo de celular WhatsApp no qual tentava ordenar toque de recolher na Região Metropolitana de Salvador, após a morte de um líder da facção Bonde do Maluco. 

Marcelo Batista dos Santos, o Marreno, apontado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) como um dos bandidos mais perigosos do estado, foi morto em confronto com a polícia, na quarta-feira, na Linha Verde. A morte provocou reações de bandidos ligados a Marreno, que ordenaram um toque de recolher no bairro da Boca do Rio, onde o traficante morava.Membro do BDM, Zenildo foi preso por guarnições da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Polo em posse de celulares com os áudios disseminados pelo aplicativo, determinando fechamento do comércio em Catu. O traficante foi encaminhado para a Delegacia local. 

“A determinação é fechar o cerco contra os integrantes desta quadrilha e isso será feito diuturnamente aqui na região”, enfatizou o comandante da Cipe Polo, major Orlando Rodrigues Pereira Filho.

A região segue com reforço da Cipe Polo e Rondas Especiais (Rondesp) Leste por tempo indeterminado.

Por Correio
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

26/07
às 03:00
Messias Teles

 Um homem foi preso pela Polícia Federal, em Feira de Santana, durante a manhã desta terça-feira (25) por posse de material pornográfico infantil. A operação foi feita durante a operação "Glasnost 2", que investiga o compartilhamento de pornografia infantil na internet e a prisão ocorreu no bairro da Conceição.  O nome do acusado não foi revelado pela PF. Notebooks e maquinas fotográfica foram apreendidos na casa do suspeito.

Ainda de acordo com a PF, a investigação teve como base o monitoramento de um site russo utilizado como uma espécie de “ponto de encontro” de pedófilos do mundo todo. Na Bahia, além de Feira de Santana, os mandados foram expedidos também para as cidades de Santo Antonio de Jesus e Jitaúna.

Distribuir fotografias, vídeos ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente é crime, e pode ser punido com até seis anos de prisão - até mesmo a posse deste material é contra a lei, e pode resultar em uma pena de quatro anos de reclusão, além de multa.

Por De Olho na Cidade
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

15/07
às 02:43

Quatro policiais militares e um quinto suspeito são apontados pela polícia como os responsáveis pelo latrocínio do projetista industrial Renato Giffoni Habib, 58 anos, e da esposa dele, a dona de casa Nélida Cristina Oliveira Habib, 55. O casal foi morto a tiros em 25 de setembro do ano passado dentro da casa onde vivia com o filho, o estudante de engenharia mecânica Bruce Habib, 25. Em seguida, os criminosos roubaram pertences da família e fugiram.

Já estão presos, no centro de custódia do Batalhão de Choque da Polícia Militar, em Lauro de Freitas, os policiais militares Ronaldo Pedro de Souza, 44, que trabalha no subcomando geral da Polícia Militar, no Quartel dos Aflitos, e Marcos Vinícius de Jesus Borges Ciríaco, 32, que é lotado na Rondesp BTS.

Jonas Oliveira Góes Junior, 41, da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Iguatemi) está internado com problemas respiratórios no Hospital Aeroporto e será encaminhado, em seguida, para o Batalhão de Choque. O também policial militar Henrique Paulo Chaves Costa, 36, do Batalhão de Guardas, cumpre prisão domiciliar após passar por uma cirurgia. Já o quinto envolvido, Diogo de Oliveira Ricardo, 29, está no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador.

No dia seguinte ao crime, uma equipe do CORREIO estava em frente da casa quando dois homens armados, usando luvas e roupas escuras, se aproximaram se identificando como policiais da 15ª CIPM (Itapuã). Eles fizeram perguntas à equipe de reportagem e pediram que as fotos fossem apagadas. Depois, interfonaram, tentaram contato e foram embora após 20 minutos. 

O CORREIO procurou o delegado responsável pela investigação, na época, e contou sobre a abordagem. A Polícia Civil considerou estranha a presença de PMs à paisana na casa. Em nota, a Polícia Militar negou que policiais militares tivessem sido enviados ao local naquele dia. Nesta sexta-feira (14), a polícia não soube informar se os dois homens que conversaram com a reportagem eram os suspeitos que foram presos. 

Denúncia
Todos foram denunciados pela polícia por duplo latrocínio (roubo seguido de morte) consumado, no caso de Renato e Nelida, e por latrocínio tentado, no caso de Bruce. O Ministério Público também denunciou o grupo por formação de quadrilha. Os suspeitos podem ser condenados a até 30 anos de prisão por cada latrocínio consumado e mais 10 anos pela tentativa de latrocínio. Os PMs respondem também a um inquérito dentro da Corporação que pode resultar na demissão de todos os envolvidos.

Diogo foi preso em 2010 por porte ilegal de arma e novamente em dezembro de 2016, dois meses depois da morte do casal, por extorsão. Nesse último crime ele contou com a ajuda dos soldados Ronaldo, Henrique e Jonas. Todos foram presos em flagrante, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. Na época, eles estavam com nove armas. A polícia aguarda o laudo da perícia para saber se elas foram usadas no latrocínio do casal de Placaford. O Departamento de Polícia Técnica também vai determinar quem dos presos atirou em Renato e Nelida. 

O diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), José Bezerra, informou que todos os quatro já estavam presos quando foi identificada a participação deles na morte do casal. "A prisão temporária deles pela morte do casal saiu em fevereiro, mas eles já estavam presos por conta da prisão em flagrante no crime de extorsão em Camaçari. Apenas Marcos Vinicius precisou ser capturado. Em abril, saiu a prisão preventiva dos cinco envolvidos e, por isso, eles permanecem presos", afirmou.

Segundo o representante da Corregedoria da Polícia Militar, tenente-coronel Reni Pereira Santos, os policiais não têm histórico de desvios de conduta até o envolvimento nesses dois crimes. "A gente não tem o que atrelar para uma conduta negativa antes dessas ocorrências. Fizemos um levantamento e eles respondem coisas administrativas, menos importantes", afirmou.

Os policiais e Diogo negaram participação nos dois crimes. No caso do latrocínio do casal, ele foram reconhecidos pelo filho das vítimas, em fotografias e pessoalmente. 

Por Correio
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

12/07
às 03:44

Um homem que atuava no transporte clandestino de passageiros em Feira de Santana - fazia linha da região do Hospital Geral Clériston Andrade - foi detido e levado a uma delegacia nesta terça-feira, 11. Ezequiel Moreira Lima é acusado de assassinato e roubo.

Uma denúncia anônima levou à prisão de Ezequiel, ou "Buiú", como é conhecido. Responde a três processos criminais: um por assassinato no município de Santa Bárbara e outros dois por roubo em Feira de Santana. Ele foi encaminhado à delegacia, onde está á disposição da Justiça.

A prisão foi feita pela Polícia Militar, acionada pela fiscalização da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Suspeita-se que o veiculo apreendido com ele seja clonado - carro com números da placa e dos chassis adulterados.

Ele também é suspeito de participar da ação criminosa que resultou no atentado a tiros contra fiscais da SMTT, no Conjunto Viveiros, mês passado. Na ocasião um veículo da fiscalização foi incendiado e completamente destruído.

ALERTA 

Saulo Pereira Figueiredo, secretário municipal de Transportes e Trânsito, diz que o serviço clandestino de condução de passageiros é "um sistema muito assediado pela criminalidade". Daí a importância da população compreender o risco de utilizar esse meio ilegal.

“Assim como esse fato, vários outros casos estão sendo trabalhados pelos órgãos de segurança no sentido de resguardar a população. Serve de alerta para quem utiliza esse tipo de transporte irregular”, destaca.

O motorista do transporte clandestino que é pego em flagrante responde a processo administrativo municipal. Na primeira apreensão do veículo a multa estabelecida é de R$ 2.000 mil. Em caso de segunda apreensão o valor passa para R$ 2.500, mais 30 dias de retenção do automóvel, e em uma terceira vez a multa é de R$ 3.500, com 60 dias de apreensão.

Por De Olho na Cidade
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

12/07
às 03:43

O pastor João Alves Filho, de 53 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (11), acusado de envolvimento na comercialização ilegal de terrenos no bairro Olhos D'Água, em Feira de Santana. 

Policiais civis, comandados pelo delegado João Rodrigo Uzzum, cumpriram o mandato de prisão, expedido pelo juiz Júlio Gonçalves da Silva Júnior, para o pastor e outras três pessoas. Com João Alves também foi apreendidos computadores e documentos que serão periciados. 

De acordo com Uzzum, “existem indícios suficientes da participação do pastor nesse sistema de venda ilegal de lotes e em decorrência disso e da possibilidade de atrapalhar as investigações, a justiça achou por bem decretar a prisão dele. Aconselhamos às pessoas que estejam em processo de compra, que suspendam a atividade, tendo em vista a possibilidade de estarem sendo lesadas”.

Por De Olho na Cidade
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

12/07
às 03:40

O mistério envolvendo o desaparecimento de um bebê está movimentando a cidade de Ilhéus, no Sul da Bahia. A história começou no dia 24 de junho, quando a jovem Cleidiane Silva dos Santos, 22 anos, procurou a Maternidade Santa Helena para dar à luz aos filhos gêmeos, mas foi informada, horas depois do parto, que havia nascido apenas uma criança.

Segundo a delegada da 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/ Ilhéus), Andréa Oliveira, a mãe da criança contou que fez um exame médico cerca de 20 dias antes do parto e que o documento atestava que a gravidez era de dois meninos. 

"Ela contou que fez uma ressonância alguns dias antes do parto que afirmou a gravidez de gêmeos e contou que pouco antes do parto uma enfermeira a examinou e disse que os dois bebês estavam bem. Ela passou mal durante a cesariana e ficou algumas horas desacordada. No dia seguinte foi informada de que havia apenas uma criança", contou a delegada.

Cleidiane permaneceu dez dias internada por conta das complicações no parto, mas não acredita que tenha dado a luz a apenas um bebê, por isso, quando deixou o hospital procurou a delegacia para registrar a ocorrência. Ela e o outro bebê passam bem. A polícia está investigando o caso. 

Nesta terça-feira (11), foram emitidas intimações para os dois médicos: o que fez a ressonância e atestou a gravidez de gêmeos, e o que fez o parto. A delegada estima que eles serão ouvidos até a próxima segunda-feira (17). 

O CORREIO ainda não conseguiu contato com os representantes do hospital. À TV Bahia, o diretor técnico Carlos Lira afirmou que só uma criança nasceu. "Constou no diagnóstico pré-cesariana de gestão gemelar, qual a surpresa quando ele abre e só tinha um feto. Esse fato foi presenciado pela neonatologista, que assistiu à criança no momento do parto, confirmando que só tinha uma criança só e foi informado, segundo a pediatra, à própria paciente", afirmou.

 

Por Correio
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

Messias Teles
05/07
às 01:05

Um paulista de 43 anos foi preso na manhã desta terça-feira (4) acusado de estelionato contra uma mulher, em Feira de Santana. O crime aconteceu na agência da Caixa Econômica Federal, na Avenida Getúlio Vargas.

Segundo a polícia, Alexsandro Silvino de Castilio se passou por funcionário da agência para aplicar o golpe na dona de casa Maria Nivalci Santana da Silva, 47 anos. Ele chegou a sacar a quantia de R$ 666 na conta da vítima que, ao perceber o furto, gritou e foi socorrida por clientes da agência.

Alexsandro foi autuado em flagrante por estelionato e permanece preso à disposição da Justiça no Complexo Policial Investigador Bandeira.

 

Por De Olho na Cidade
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

04/07
às 02:41
Reprodução

A família da menina Gabrielly Gomes Santana, de 7 anos, que desapareceu em janeiro deste ano, em Feira de Santana pediu à Justiça a exumação da ossada identificada pela polícia. Os familiares questionam se os restos mortais são mesmo da criança.

O pai de Gabrielly, o pedreiro Joilson Santana, diz que a dentição do crânio encontrado pela polícia às margens da Avenida Eduardo Fróes da Mota, no bairro Feira IX, é diferente da que a menina tinha quando desapareceu. O pedido foi feito na Vara do Júri de Feira de Santana, há cerca de 15 dias, e aguarda decisão.

Eu reparei as fotos com mais calma. Olhando a foto do crânio, eu vi a possibilidade de não ser dela, porque ela estava ‘banguela’ na foto que tirou em 26 de dezembro, em um shopping. É a última foto que temos dela. Já na dentição do crânio, os dentes estavam completos no lado esquerdo. Não tinha condições de ser dela porque estava faltando dentes nela. Eu pedi para fazer outro exame para tirarmos essa dúvida”, compara o pai.

Por De Olho na Cidade
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

07/06
às 03:06

Um policial civil da Bahia é uma das 19 pessoas que foram presas pelo Ministério Público da Bahia e a Polícia Rodoviária Federal, nesta terça-feira (6), suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em roubo de carga na Bahia. Os criminosos agiam na Região Metropolitana de Salvador (RMS), onde roubavam, armazenavam e comercializavam os produtos roubados.

Segundo o MP, o policial era responsável por fornecer informações que ajudavam a quadrilha nos roubos. Ele atuava junto com um dos líderes do esquema, identificado como Reginaldo Araújo. Além dos 19 presos, dois suspeitos estão sendo procurados, houve uma condução coercitiva e foram cumpridos 48 mandados de buscas e apreensão. Os outros líderes são Cláudio Santos Silva, Everaldo Santana, o Toco, e Daniel Souza Soares, o Michirrê.

O grupo estava sendo investigado desde novembro de 2016, através de escutas telefônicas, mas os promotores suspeitam que eles estivessem agindo desde 2015. Um paulista e um mineiro também foram presos na operação, batizada de "Desvio de Rota". Os outros 17 presos são baianos. Entre os produtos roubados estavam carnes, leite, produtos de limpeza, refrigerantes e cervejas, produtos alimentícios e pneus.

Os investigadores apreenderam cerca de R$ 2 milhões em mercadorias roubadas e R$ 500 mil em dinheiro. Parte das cédulas apreendidas estavam guardadas em sacolas plásticas e apresentavam mofo. Apesar da quantia, os promotores acreditam que o prejuízo pode ser ainda maior, podendo alcançar os 4 R$ milhões.

Os produtos encontrados nos galpões usados pela quadrilha foram levados para o depósito da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz), mas o espaço ficou pequeno e foi preciso armazenar o restante das mercadorias em uma área anexa. Cerca de 250 policiais participaram da investigação. 

Por Correio
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

07/06
às 03:02

A cantora gospel Fernanda Brum sofreu uma tentativa de assalto quando voltava de um show em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, por volta das 22h de sexta-feira (2). De acordo com informações do Batalhão de Vias Especiais (BPVE), a cantora estava assustada e contou que os criminosos efetuaram alguns disparos na sua direção, mas como seu carro é blindado conseguiu escapar ilesa.

De acordo com a polícia, Fernanda percorreu toda a Rodovia Presidente Dutra e, ao chegar à Linha Vermelha, altura do Quartel dos Fuzileiros, encontrou equipes do BPVE e pediu ajuda. Os policiais militares constataram que o veículo da vítima não foi atingido pelos tiros e ela seguiu viagem.

Por Globo.com
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 


 

PAES, BISCOITOS, SALGADOS, CONFEITARIAS E MUITO MAIS, ENTREGA PARA EVENTOS E ANIVERSÁRIO. Av. Getúlio Vargas, 927 fone (75)2101-9920 Feira de Santana BA.